!

.

gns

››› Go to templates

Associação Brasiliense de Imprensa (ABI-DF) - Associação da Imprensa do Distrito Federal (AIDF) - Fundada em 10 de Setembro de 1957
Histórico

Com primeira reunião preparatória de fundação realizada em 10 de Setembro de 1957 e registrada em 28 de Dezembro de 1957, antes da inauguração de Brasília, na época Cidade Livre, hoje Núcleo Bandeirante, a Associação Brasiliense de Imprensa (ABI-DF), foi uma entidade mais que pioneira, podemos afirmar: Candanga.  Nos anos pré-inaugural da nova capital (1957-1960), reuniu os que faziam e dirigiam as quase três dezenas de veículos de comunicação existentes, entre eles jornais, revistas, emissoras de rádio e TV em teste de sinal. Em 2006 a ABI-DF buscou uma edificante fusão com a Associação da Imprensa do Distrito Federal, que desde 1988 já compartilhavam sua diretoria, tendo na atual gestão, através de Assembléia Geral conjunta das duas entidades, unificados o quadro social e diretor.

 

Os Presidentes

 

Enia Cristinne Hojones

2007/2010

 

 

J.H. Oliveira Júnior

2004/2006

 

 

Mário Garófalo

2002/2004

 

J.H. Oliveira Júnior

1994/1997 -1998/2001

 

Consuêlo Badra

1991/1994 - 1994/1998

 

Jonatra Macêdo

1988/1991

Célia Câmara
1987/1988
 

Mário Garófalo
1985/1987
 

Rose Mary Miranda
1984/1985

Nilza Portocarrero
1983/1984
 

Oliveira Bastos
1982/1983
 

Luiz P.B. da Luz
1977/1982

Newton Rossi
1976/1977
 

Pedro H. Teixeira
1974/1976
 
Mário Linário Leal
1969/1974

Wilson S. Nunes
1965/1969
 

José Emiliano da Silva
1963/1965
 

Aguardando Digitalização da Foto do Ex-presidente Aquilino de Freitas

Aquilino de Freitas
1962/1963

Aguardando Digitalização da Foto do Ex-presidente H. Tessis

Jesus Barros Boquadi
1961/1962
 

Geraldo Ramos Lessa
1960/1961
 

Aguardando Digitalização da Foto do Ex-presidente Geraldo Ramos Lessa

H. Tessis
1959/1960

Aguardando Digitalização da Foto do Ex-presidente H. Tessis

Genaro Maltez
1958/1959

 

José Honorato
1957/1958

 

 

Aguardando Digitalização da Foto do Ex-presidente H. Tessis

José Gonçalves Zuza
1957

 

 

 

O Início

 

 
Marco Zero em 1957   Cidade Livre
 
Toy Club sediou reuniões da ABI-DF   Sede do DC Carioca na Cidade Livre
     
Manchete do jornal CIDADE LIVRE em sua edição de 16 de junho de 1960   Manchete de uma edição do HORA DE BRASÍLIA: primeiro jornal de Brasília fundado em 27/01/57
Manchete do Cidade Livre: denúncias !

  Chamadas do Hora de Brasília

O primeiro jornal de Brasília foi fundado com o nome de Primeira Hora (27.01.57) e poucas edições depois passou a se denominar Hora de Brasília   A Tribuna de Brasília foi o primeiro impresso na Cidade Livre (08.11.59)
Capa do 1° jornal editado  (27.01.57)   Capa do 1° jornal impresso  (08.11.59)

 

 

Primeiros Veículos

Brasília - uma revista que era órgão de divulgação da Novacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital), circulou em meados de janeiro de 1957. Foi impressa no Rio de Janeiro, Guanabara.

 

Hora de Brasília - a publicação detém o título de primeiro jornal de Brasília. Circulou em 27 de janeiro de 1957 sob o título inicial de Primeira Hora com data na capa de 29 de janeiro de 1957. Fundado por Genaro Maltez, José Honorato de Oliveira, Antônio Geraldo Ramos Jubé e Jesus Barros Boquadi. Impresso inicialmente em Goiânia e, posteriormente, no Rio de Janeiro (GB). Tinha como redatores os jornalistas Messias Tavares, Sebastião Araújo, José Lourdes Brandão, Paulo Gomide Leite, Luiz de Carvalho, Jeovah Baydão, Modestino Hermano, Helvécio de Azevedo e A.G. Ramos Jubé. Diretor Responsável era o jornalista Luiz Leandro da Silva.

 

O Pioneiro - circulou em maio de 1957, dirigido pelo jornalista Joffre Mozart Parada. Impresso em Anápolis (GO).

 

A Tribuna de Brasília - primeiro jornal impresso em Brasília, circulou pela primeira vez em 1958. Fundado por José Emiliano da Silva e Norton Passos, contou posteriormente com Nelson Bueno dos Santos. Teve como Chefe de Redação o jornalista F.M. Motta Marques e como Secretários de Redação os jornalistas Pedro Mendes e Altiva da Silva.

 

Notícias de Brasília - circulou em junho de 1958. Dirigido pelo jornalista Marinho Melo o jornal era impresso no Rio de Janeiro.

 

Souvenir de Brasília - revista dirigida pelo jornalista Carlos Rodrigues circulou em setembro de 1958. Impressa em off-set em Belo Horizonte (MG).

 

Correio de Brasília - O jornal circulou em agosto de 1958 e era dirigido pelo jornalista Moisés Campos. Era impresso na oficina de "A Tribuna" no Núcleo Bandeirante.

 

DC-Brasília (Edição do Diário Carioca) - era diário e  impresso no Rio de Janeiro. Começou a circular a partir do 12 de setembro de 1959 sob a direção do jornalista Elias de Oliveira Júnior. Encerrou suas atividades em dezembro de 1965.

 

Brasília-Jornal - Circulou em Setembro de 1959. Seu diretor era o jornalista Paulo Magalhães. Era impresso na oficina de "A Tribuna" no Núcleo Bandeirante.

 

Conheça Brasília - revista dirigida pela jornalista Augusto Cribbel. Circulou em setembro de 1959 e era impressa em Belo Horizonte.

 

Nossa Brasília - revista dirigida pela jornalista Carmem Calipso. Circulou em Novembro de 1959 e era impressa no Rio de Janeiro em português, francês, inglês e espanhol.

 

O Candango - fundado em 1959 pelos jornalista Anibal Grimaldi, Mario Heredia e Tarciso C. Cleto era de propriedade da Editora O Candango de Brasília Ltda. O jornal era impresso inicialmente em São Paulo (SP) e posteriormente em Brasília.

 

O Clarim - boletim mimeografado era dirigido pelo jornalista Wilson Soares Lopes. Circulou em Dezembro de 1959 e era um órgão mensal de divulgação interna direcionada aos funcionários da Novacap.

 

Crítica de Brasília - fundado em 21 de abril de 1960 por Rubens Galvão e Nelson Gatto. De propriedade da Companhia Editora Bandeirantes era também distribuido em São Pauloi (SP). Sua tiragem era de 75 mil exemplares. Tinha como Diretor de Redação o jornalista A.J. Garini e como Redator-Chefe o jornalista Celio Galantini. Também foram seus diretores os jornalistas Claudio Stokler e Antonio Lulini.

 

Correio Braziliense - circulou pela primeira vez no dia 21 de abril de 1960 com a inauguração da nova capital. Fundado nesta nova fase por Assis Chateaubriand já que o título foi reaproveitado de uma antiga publicação editada em Londres no começo do Século 19.

 

Gazeta de Brasília - jornal dirigido pelo jornalista Victor Soares circulou em 1960. Era impresso no Rio de Janeiro.

 

O Planalto - circulou pela primeira vez em 4 de junho de 1960. Fundado por J. Hermelindo de Olivera, Antonio Ramos Lessa e Geraldo Ramos Lessa. Tinha como colaboradores os jornalistas Geny Reis, Miguel Crivaro, José G. Zuza, D. Paulescu, Josefina Santana e O.C. Bastos.

 

Cidade Livre - circulou no dia 16 de junho de 1960. Foi fundado por Aquiles de Freitas e H. Tessis.

 

Brasília em Foco - jornal fundado em 21 de abril de 1960, por ocasião da inaguração da nova Capital, pelo jornalista Lourival Pinto Bandeira. Era impresso em oficina própria formada com o acervo de A Tribuna no Núcleo Bandeirante.

 

Crítica - jornal de propriedade da Editora Gráfica de Brasília S/A, teve em 28 de agosto de 1963, como Diretor Superintendente o jornalista Dilson Ribeiro. Seu Diretor Responsável foi o jornalista Rubens Galvão e Secretário de Redação o jornalista Américo Fernandes. Teve ainda como diretores os jornalistas A. Castelo Branco, Maria de Lourdes Reis, Nilton R. de Souza e Wilson Mehemere.

 

Fatos & Foto - revista de propriedade da empresa Bloch Editora era impressa no Rio de Janeiro. Dirigida pelo jornalista Nélson Alves.

 

Alvorada Estudantil - o jornal circulou em 1960 tendo como diretores os jornalistas Zadi Parnaíba Duarte e Marcos Fábio Pereira. Era impresso em Goiânia.

 

Clarim Evangélico - jornal circulou em 1960 e foi dirigido pelo jornalista Joanyr de Oliveira. Impresso em Goiânia era órgão da Igreja Evangélica Assembléia de Deus.

 

TV Brasília, iniciativa de Assis Chateaubriand foi fundada e começou suas transmissões no dia 21 de abril de 1960.

 

TV e Rádio Nacional, emissoras estatais, começaram suas transmissões em 21 de abril de 1960.

 

Últimas Notícias - jornal circulou em 1961 e era dirigido pelo jornalista E. D'Almeida Vitor. Impresso em oficina própria.

 

Front - revista circulou em 1961 e era dirigida pelo jornalista Venelois Xavier Pereira. Impressa em Goiânia.

 

Acontecimentos - revista circulou em 1961 e era dirgida pelo jornalista E. D'Almeida Vitor. Impressa na oficina do Diário de Brasília.

 

Monitor de Brasília - jornal circulou em 1961 tendo como diretores os jornalistas Francisco S. Guilhon, Osvaldo Montenegro e Geraldo Marques. Impresso em oficinas próprias em Taguatinga (DF).

 

Jornal de Taguatinga - circulou em 1961. Teve com diretor o jornalista Mário Linário Leal. Impresso em oficina particular em Taguatinga (DF).

 

Brasília News - jornal dirigido pelo jornalista José Castro circulou em 1961 e era impresso no Rio de Janeiro.

 

Núcleo Bandeirante - jornal circulou em 1961 e teve como diretores os jornalistas Joaquim G. Garcia Neto e Osvaldo Mendes Soares. Era impresso em São Paulo.

 

Estrêla de Brasília - a revista circulou em 1961 e teve como diretor jornalista Manoel Gimenez. Impressa no Rio de Janeiro.

 

TIM - Jornal - (Tribuna Internacional dos Municípios). Circulou em 1961 e teve como diretor o jornalista Armando Correia da Silva. Era impresso no Rio de Janeiro.

 

Veículos de comunicação que circularam antes da inauguração de Brasília (21 de abril de 1960) e outros que surgiram depois: Tribuna de Brasília (1962), Libertador Evangélico (1962), Sua Revista Madame (1962), O Radar (1962), TV-Consulta (1962), A Pena (1962), W-3 (1962), 7 Dias (1962), A Voz de Brasília (1962), Miragem (1962), Diário do Brasil (1962),  Folha de Brasília (1963), O Povo de Deus (1966), Vanguarda de Brasília (1967), O Jornal de Brasília (1967), Jornal Estrêla de Brasília (1963), Jornal do Estudante (1965), Jornal Ugarite (1963), Diário do Oeste (1963), Tribuna de Taguatinga (1965), Correio de Taguatinga (1966), Manhã de Segunda (1965), Monitor Brasília (1962), A Construção no Planalto (1964), Vanguarda (1966), Coquetel Esportivo (1967), Revista Flash (1965), A Voz do Pastor (1965), Revista Livre Iniciativa (1966), Revista Miragem (1963), Revista Programação (1965), A Imprensa (1965), Revista Imagens na TV (1965),  Revista do Lar (1962), Sua Revista (1962), Revista Livre Empresa (1966), Revista Futurama (1966), ...

 

Demais veículos de comunicação serão aqui registrados em breve.

 

Programe seu anúncio

Revista Comemorativa ABI-DF 50 Anos vai circular durante as comemorações dos 50 Anos da ABI-DF

A Revista ABI-50 Anos, será um documento permanente de consulta que vai otimizar sua verba de publicidade. Reserve logo o seu espaço em uma das mais esperada mídia impressa do ano.

Fale Conosco

 

 

 

ABI-DF apoia as ações da ProAnima - Associação Protetora dos Animais do Distrito Federal