aidf
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

11º ENAI ENCONTRO NACIONAL DA IMPRENSA

5º Ciclo de Conferências da Imprensa Brasileira

27 a 29 de Julho de 2001

Laguna - Santa Catarina

 

 

 

11° Enai tever o patrocínio e apoio das seguintes empresas e instituições: BBTur - Centrais Elétricas de Santa Catarina S/A (Celesc) - Governo do Estado de Santa Catarina - Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina - Santur Santa Catarina Turismo S/A (Órgão Oficial de Turismo) - Prefeitura Municipal de Laguna - Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT) - Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (ADJORI/SC) - Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) - A Notícia - Jornal de Laguna - Laguna Internacional e Laguna Tourist Hotel (Empresas Guglielmi)

 

 

linha2.gif (86 bytes)

 

Realização do 11º  Enai em Santa Catarina foi considerado positivo

O Presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Osmar Ayres Teixeira, considerou positivo o 11º Encontro Nacional das Associações de Imprensa, realizado em Laguna, no período de 27 a 29 de julho de 2001, "consideramos, disse ele, que a comemoração dos 170 anos da Imprensa Catarinense em Laguna alcançou os objetivos de confraternização e atualização profissional.

A ACI destaca como positiva a qualidade do debate entre os palestrantes convidados Salomão Ribas Junior, Mauro Salles, Marcello Petrelli, Mário Enzio e os profissionais de imprensa e estudantes de comunicação social que prestigiaram o 11º EnaiI e do 5º Ciclo de Palestras sobre a Imprensa Brasileira".

Assuntos muito em voga na mídia brasileira foram os temas das conferências e dos debates. A corrupção Endêmica, título do livro do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Salomão Ribas Jr, foi um dos assuntos mais polêmicos. Mesmo do conhecimento da maioria da população brasileira, a corrupção é algo que vem preocupando muito. Mas, na visão do palestrante, que também é jornalista, o assunto só ganha espaço na mídia quando trata de grandes desvios e, de preferência, quando alguém é preso. O que fica escondido são os pequenos desvios de verbas que, exatamente por serem pequenos, ocorrem cotidianamente, sem chamar a atenção de ninguém. "É como fazer um furo no barril", diz Salomão Ribas Jr. "A água escorre e ninguém se dá conta" afirma. No Brasil, segundo ele, os pequenos desvios estão sendo responsáveis pelos maiores prejuízos aos cofres públicos com a mesma intensidade que os grandes desvios que, invariavelmente, se tornam manchetes de capa. Na platéia, os comentários eram sobre a capacidade e os meios para informar estes pequenos desvios. Afinal, o endêmico, se não for combatido, pode se tornar lugar comum. Mas, e talvez resida aí o sucesso dessa conferência: os veículos de comunicação precisam encontrar meios para, ao mostrar os furos no barril, chamar a atenção da população. E a vacina, cada uma com sua fórmula, é transformar o lugar comum em notícia isenta e verdadeira.

O Impacto das Comunicações, conferência de Mauro Salles que antecedeu a do presidente Salomão Ribas Jr., teria preparado o caminho para a discussão sobre a corrupção. Mauro Salles, com toda a vivência profissional que o tornou Ministro das Comunicações, participou do XI Enai com a simplicidade dos tempos em que iniciou sua carreira no rádio. Sem estrelismos e com muita tranqüilidade, discorreu sobre o crescimento tecnológico do setor, afirmando que o celular vai ser vendido, dentro de pouco tempo, até em posto de gasolina. "A Internet está cada vez mais popular, com mais de 300 milhões de usuários em todo o mundo", disse Mauro Salles, que reafirmou a importância da informação verdadeira como fonte de busca, ressaltando o poder da palavra.

A Radiodifusão no Século XXI foi o tema da conferência proferida pelo presidente da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert), Marcello Petrelli, que anunciou a disposição do Ministério das Comunicações em investir mais de R$ 167 milhões no setor. Faz parte da política do Governo, disse ele, implantar em todos os municípios pelo menos uma estação de rádio AM, outra de FM e uma rádio comunitária. Pela a avaliação de Petrelli, isso triplicaria o número de emissoras no País. A legalização das rádios comunitárias dominou o debate que se seguiu.

O ciclo de palestra foi encerrado pelo jornalista Mário Enzio, colaborador da Gazeta Mercantil, com o tema "O Relacionamento da Mídia com as Pequenas e Médias Empresas". Mário Enzio, com a espontaneidade natural de quem ancora o programa Os Grandes Nomes da Propaganda, foi categórico ao afirmar que o veículo deve deixar de lado o pedestal, aquele em que os homens de imprensa imaginam ter nascido, para estreitar a relação com o mercado. E não deve, disse ele numa entrevista na sala de imprensa, dar ao anunciante espaço em troca de omissão. "O empresário deve saber que, mesmo anunciante, não adquiriu um escudo que o defenda de atos e ações que o tornam notícia". A verdade deve prevalecer sempre, pois somente um veículo isento será capaz de manter um público fiel e, assim, preservar e conquistar novos clientes", finalizou ele.

Língua Portuguesa e Amazônia - Durante o XI ENAI, o escritor e Jornalista Vicente Impaléia Neto apresentou moção defendendo a observância de uma linguagem escorreita, que permite a preservação da Língua Portuguesa, nos veículos de comunicação. O presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Fernando Segismundo, alertou para a ameaça da autonomia brasileira em relação à Amazônia. Ele disse que a ABI recebeu documentos secretos que tratam do interesse das grandes potências em internacionalizar a Amazônia "em troca até de nossa dívida externa". E, na opinião dele, pouco ou quase nada está sendo informado a respeito.

 

Patrocínios e Apoio do 11° Enai:

O 11° Enai - Encontro Nacional das Associações de Imprensa coordenado pela Associação Catarinense de Imprensa e promovido pela Federação Nacional de Imprensa / Federação das Associações de Imprensa do Brasil (Fenai/Faibra) contou com os seguintes Patrocínios e Apoio:

ABN Agência Brasileira de Notícias S/A

A Notícia

Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina

Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (ADJORI/SC)

Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT)

Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF)

BBTur

Centrais Elétricas de Santa Catarina S/A (Celesc)

Governo do Estado de Santa Catarina

Jornal de Laguna

Laguna Internacional e Laguna Tourist Hotel (Empresas Guglielmi)

Prefeitura Municipal de Laguna

Rede Santa Catarina de Comunicação

Santur Santa Catarina Turismo S/A (Órgão Oficial de Turismo)

VARIG

 

 

linha2.gif (86 bytes)

 

Fale Conosco

WhatsApp/Telegram: +55 61 98184-4047

 

 

ENAI ENCONTRO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DE IMPRENSA

1º ENAI - Fortaleza 1975

2° ENAI - Recife 1981

 3° ENAI - Brasília 1982 4° ENAI - Brasília 1985

5° ENAI - Brasília 1988

6° ENAI - Brasília 1989

7º ENAI - Goânia 1991

8º ENAI - Florianópolis 1997

9º ENAI - Rio de Janeiro 1998

10º ENAI - Brasília 2000
11° ENAI - Laguna 2001 12° ENAI - São Lourenço 2003
13° ENAI - Belém 2005 14° ENAI - Poços de Caldas 2010
15° ENAI - Recife 2011 16° ENAI - Recife 2012
17° ENAI - Brasília 2013 18° ENAI - Brasília 2014
19° ENAI - Porto Velho 2015 20° ENAI - São Paulo 2018

21º ENAI 2019 - Rio de Janeiro RJ